poder
e política

7|out|19:12

7 de outubro: o início do fim do CAOSTELO

7 de outubro: o início do fim do (des)governo Castelo. O prefeito do CAOS.

# , , , , ,

11|set|07:12

Bilhete único para Castelo: terá apenas a IDA para bem longe da prefeitura

O prefeito-candidato CAOSTELO Prometeus foi ontem para TV ‘defender’ a implantação do bilhete único no sistema de transporte coletivo de São Luís.

Depois de 3 anos e 9 meses abancado na cadeira de prefeito o tucano Caostelo descobriu que o transporte urbano pode ter bilhete único. Mas, para a lorota não ficar pela metade, o bilhete vai ser integrado ao VLT.

Os usuários do transporte público terão bilhete único e poderão ainda usar o VLT no trecho da linha 1 – MERCADO DO PEIXE/ CIRCO DA CIDADE.

E segundo Caostelo o bilhete + VLT é igual Corredor de Transporte Urbano “com recursos assegurados pelo Governo Federal, através do PAC Mobilidade Urbana”.

É tudo ficção. Não há projeto e nem recurso “assegurado” para o tal Corredor de Transporte Urbano. As informações estão todas disponíveis na internet.

O Bilhete Único que surgirá em São Luís: será o bilhete IDA para Caostelo jamais voltar ao Palácio La Ravardière como prefeito.

No dia 7 de outubro, o eleitor de São Luís implantará o bilhete VÁ e NÃO VOLTE CAOSTELO.

# , , , , ,

21|ago|07:03

Castelo e sua obra do CAOS na SAÚDE

O horário eleitoral no Rádio e na TV – para os candidatos a prefeito – inicia amanhã (dia 22), candidato à reeleição o prefeito tucano João Castelo (PSDB) diz que vai aproveitar a propaganda eleitoral para mostrar o que fez nestes quase quatro anos de mandato por São Luís.

Em entrevista a uma emissora de rádio, Castelo disse que construiu “uma São Luís desenvolvida, moderna, aprimorada em seus sistemas de educação, saúde e transporte. Enfim, o que fizemos nesses últimos anos foi construir uma cidade com mais qualidade de vida para o seu povo”.

O blog inicia uma série revelando o aprimoramento da SAÚDE na gestão Castelo. As imagens foram feitas por profissionais da Saúde que trabalham nessas unidades, no mês de julho e nas últimas duas semanas.

Será que a isso que Castelo define como “mais qualidade de vida”?.

# , , , , , ,

19|abr|14:31

O TUCANO E A ROSA

por ROBERTO ROCHA

Deputado Federal

 

Não passou em branco, nesta semana, a data em que evocamos a indigna deposição do governador Jackson Lago, por via de um golpe de Estado judiciário. Daqui mesmo, deste espaço jornalístico, manifestei meu inconformismo por ocasião da data da cassação, enfatizando que o mandato popular outorgado ao governador transcende a todos nós, inclusive ao próprio outorgado, e que a violência do ato atinge o coração da democracia e afronta as instituições que constituem a base das sociedades civilizadas.

Compromissos partidários me retiveram em Brasília, mas acompanhei e me solidarizei com o ato, na verdade mais que uma cerimônia, uma purgação ritual para renovar as forças que nos uniram e nos alimentam.

Fico especialmente feliz quando ouço repetido, quase como um mantra, a invocação da natural confluência maranhense entre o tucano e a rosa, ou seja, nosso PSDB com o PDT. Sei, porque trago as marcas no corpo, o que nos custou afirmar nossa identidade partidária afrontando conveniências nacionais e o proverbial canto fisiológico das oligarquias perante o poder central que na ocasião nosso partido exercia. Sei o que me custou o gesto de coragem e desprendimento, muitas vezes incompreendido, de renunciar à minha candidatura em favor do projeto de eleger o Dr. Jackson Lago, em 2002. São cicatrizes de guerra.

Nos orgulha dizer que, ao contrário do que vemos hoje, essa descabida capitulação moral e biográfica do presidente e parte de seu partido, nosso poleiro tucano tem nome e lado. Somos adversários do grupo Sarney e tudo que representa seu nefasto legado de práticas oligárquicas. No entanto, não faço política contra pessoas, mas contra idéias e práticas que repudio. Por isso nunca me verão descortês com qualquer adversário, mas também não me verão titubear diante dos princípios que norteiam nossa luta doutrinária e política.

Foi graças a essa nítida demarcação de território que nosso partido cresceu no Maranhão, conquistando hoje os maiores colégios eleitorais do Estado e administrando a maior parcela do PIB maranhense. Esse quinhão de confiança de que somos fiadores perante os eleitores maranhenses também nos impõe responsabilidades. Dentre elas a de conjugar solidariamente com nossos aliados a tarefa maior de devolver o poder ao povo do Maranhão.

Aprendi que política se faz com voto, não com veto. E o combustível da política é a saliva, o diálogo, nem tanto para o convencimento ou a sedução, mas o diálogo socrático, que busca a verdade e o consenso pela força lógica dos argumentos. Afinal, a convergência nasce da divergência.

Essa política não comporta adesões,  um traço de velhas práticas que a sociedade repudia. Ao contrário, busca convergências para um objetivo comum. E quando o objetivo é comum as estratégias confluem, ainda que as táticas possam divergir. Temos que estar preparados para todos os cenários, na areia movediça que se tornou a política maranhense. Seja qual for esse cenário o tucano e a rosa estarão juntos, parceiros de uma mesma história, solidários nas mesmas vicissitudes e, queira Deus, artífices da construção de um outro Maranhão.

Leia mais no Blog do Marco D’Eça

# , , ,

11|ago|06:31

JOÃO CASTELO MENTIU?

O prefeito de São Luis, João Castelo (PSDB) mentiu? O secretário municipal Domingos Brito também mentiu? Será que ambos mentiram sobre a construção do hospital de emergência no bairro do Angelim, no valor de R$ 75 milhões?

O secretário estadual de Administração, Luciano Moreira, visitou ontem à tarde o terreno de propriedade do Governo do Estado, no Angelim, onde será construído um conjunto habitacional para 2 mil servidores públicos, com previsão de início das obras para o fim deste ano e entrega até dezembro de 2010.

A construção dos apartamentos será no valor de R$ 120 milhões financiados pela Caixa Econômica, por meio do programa do Governo Federal ‘Minha Casa, Minha Vida’, como este blog já havia anunciado (leia abaixo). Serão construídos 2.096 apartamentos de 52 m² cada um.

O terreno no Angelim, que possui cerca de 40 mil m², tem um valor estimado em R$ 7 milhões e é de propriedade do Fundo de Pensão dos Funcionários Públicos do Estado, que será cedido para a construção dos apartamentos.

Se perguntássemos ao secretário Luciano Moreira, se o prefeito tucano Castelo e seu auxiliar mentiram? Educadamente ele diria:

  • Não há nenhum processo de desapropriação do terreno por parte da Prefeitura de São Luís para construção de um hospital”.

Como não há secretário? Insistiria o blog.

  • O problema é que a Prefeitura divulgou que o terreno seria desapropriado para a construção de um hospital. Contudo, o estado nunca recebeu uma notificação do pedido. Além disso, a Prefeitura não pode desapropriar terrenos do estado”, explicou o secretário.

Para não encurtar ainda mais as pernas da mentira de Castelo & Cia, Moreira finalizou propondo que: “Independente disso, o governo está aberto a negociar com a Prefeitura para viabilizar qualquer projeto que seja em benefício da população”.

Castelo e Brito mentiram ou não mentiram?

DESAVISO: Castelo recentemente mentiu sobre a ampliação do programa Bolsa Família em São Luís.

# , , , ,
Página 1 de 11
>>>>>>>>

Copyright © Itevaldo Jr - Todos os direitos reservados
| Login »